sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Ano Novo!

Um ano novinho pela frente, onde começa tudo em branco!
Onde os dias que estão por vir, possam ser diferentes daqueles dias vividos.

Um ano novo pela frente, onde a primavera possa ser vista a olho nú, e com o olhar de uma criança. Onde o inverno pode ser aproveitado com um bom chá em dias de chuva.

Um ano inteiro com 12 meses, para ser realizados aqueles desejos que esse ano por algum motivo não pude realizar.

Mais um ano, mais vários dias, pra colocar a cabeça no travesseiro e refletir sobre as coisas feitas no passado, para que possa concertar com novas expectativas.

Outra vez o ano se acaba, a felicidade aumenta, a adrenalina explode, e ansiedade escapa das nossas mãos como se fossem água.

Um ano novo, cheio de esperanças, de sonhos a serem "sonhados" , de palavras a serem ditas, e teorias a serem praticadas.

Um ano novo, como uma folha branca, onde possa ser desenhada a expectativa de uma vida melhor para você a para a família!

Um ano de fé, energias boas, gratidão, confraternização e muita união!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Não tem problema que a "vida" virou as costas pra mim por um instante não!
Os instantes da vida, podem demorar dias ou meses, os nossos alguns segundos ou minutos.
Não me importo que a vida quis me dar um gelo, ainda vou tentar levar pro lado bom de tudo, derrepente ela quer me ensinar algo maior, algo que eu ainda imaturo não aprendi!
Não me preocupo muito com isso, ou me preocupo, afinal de contas... tenho uma vida toda pela frente pra aprender o certo e o errado, o feio e o bonito, a burrice e a sabedoria.
Felizmente não nascemos com um manual de instruções dizendo tudo que temos que fazer, com imagens e dicas do dia-a-dia.
Eu ainda prefiro aprender com o tempo essas coisas, eu ainda prefiro aprender na prática, pra que lá na frente eu possa ter o máximo de experiências possíveis, para que seja passada para os meus filhos, netos... ou se preferirem faça como eu, aprendam com a vida.
Ainda acho que esse "gelo" que a vida dá, é pra despertar de alguma coisa ruim ou alertar de várias outras coisas que vem pela frente.
Hoje posso dizer que estou triste, não pelo fato de ter levado um pequeno ponta pé da vida, mas da vida fazer o sacrifício de me dar um puxão de orelha, como uma mãe educando o filho sobre as coisas.
Claro que não podemos viver no comodismo, as coisas passam muito rápido, os dias nascem com novas oportunidades. Temos que levantar na tristeza, na dor, na alegria pra poder vencer mais um dia.
As vezes eu acho que eu poderia ser melhor em certos pontos, tentar abafar mais os meus defeitos, e transparecer mais com minha qualidades, mas a minha personalidade é assim, intensa, ela demonstra o que está sentindo verdadeiramente.
Um dia quem saiba eu aprenda com a vida a maquiar as coisas! Mas ainda prefiro ser eu, mostrar o que eu sinto de verdade, mesmo que a sociedade e as pessoas que estão comigo não aceite, mas que pelo menos respeite.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Ahh, e pensar que nessa altura do campeonato, olhar pra tráz e ver que foi só um sonho? Ou foi uma ilusão que parecia chegar a uma realidade!?

E as palavras doce que saia da sua boca, quando estava deitado do meu lado falando de um futuro bom?
E aqueles olhares que brilhavam feito estrelas em dia de lua cheia, que olhava para o horizonte de meus olhos, incendiando o meu coração sem dizer uma palavra?

As nossas noites, longas noites de conversas, e discussões sobre coisas banais, que não serviram de nada! As nossas caminhadas na beira da praia, em silêncio, mas cada um ouvindo seus passos e sentindo a respiração um do outro.

Aquelas mensagens com poucas palavras que só nós entendíamos o que queria dizer, que era quase uma senha ou um código íntimo de um casal apaixonado, ou sentimento árduo.

Pra onde foi tudo isso? Onde se perdeu a esperança de ficarmos velhinhos um do lado do outro, relembrando do passado, e olhando para um álbum repleto de fotos de aventuras feita diante de uma vida arriscada.

Tomara que volte!

Tomara que volte com novas surpresas, e com novo ânimo.
Tomara que volte mais leve como uma folha que cai de uma árvore em tardes de outono.
Volte com uma expectativa, e a segurança de um futuro bom.
Volte com alegria, motivação e a voz em novo tom.

Venha de volta querendo algo real, que concretize tudo.
Venha com ansiedade de querer mais do que já teve aqui comigo.
Venha e traga como bagagem aquele sorriso branco de lábios doce.
Venha e não esqueça a sua humildade e carinho que passa para todos que estão a sua volta.

Não esqueça de trazer contigo, as palavras que me faça bem.
Não esqueça e nem perca no caminho, o maior presente que você tem.
Coloque na mala, a esperança de um dia ficarmos juntos
Coloque no fundo da bolsa, a felicidade de querer estar perto de mim.

Venha, volte pra cá! ... a minha cama está preparada. A minha vida está aberta, a minha sorte está lançada, e a minha paixão está focada.
Ao mesmo instante em que achava que tinha encontrado a pessoa da sua vida, a realidade bate de frente com a emoção!
O coração que batia mais forte, a voz trêmula, e as mãos feito cubos de gelo, passara a ser normal ou não fazer o mesmo efeito.

Me disseram que quando encontramos uma pessoa, e nos apaixonamos, essa "paixão" tende a ser diminuida com o tempo. Outros, já dizem que o fogo da paixão arde como fogo cada dia mais, e com muito tempo depois esfria-se.
Será que é de pessoa pra pessoa? Personalidade?

Ainda acho que o amor não é cego nada. Ele observa e olha todas as reações e atitudes daquela pessoa antes de tomar qualquer decisão, que não seja preciptada.

Dizem que logo depois de um longo prazo ou de uma dose forte de paixão, o amor começa a despertar mais forte. Os defeitos, as qualidades, atitudes, começam a ser descobertos e podem ser ou não aprovados, aceitos.

Aceitar a pessoa do jeito que é, não é só um ato de amor, eu acredito que mais que isso. Se é que existe algo maior e além que o AMOR. Porque no amor não tem barreiras, tudo constrói, tudo realiza, tudo se conquista.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Anticorpos!

Quem sou eu pra criar atrito com a vida?
Quem sou eu pra querer mudar a cadeia alimentar, ou o ciclo da vida?
Nada como experiências para que o aprendizado amadureça.
Será que um dia, a defesa do ser humano será totalmente formalizada.

De fato que não exista um "homem" mortal que tenha anticorpos sobre todas
as coisas.
Desde um tropeção até uma depressão, teremos que nos defender, ou pelo menos
tentar evitar. Mas ninguém garante que não vamos ser assaltados ao sair do trabalho.

As coisa ruins estão por aí! Aí do seu lado, essa bactéria que você está respirando, pode virar uma pneumonia.
Mas pense pelo lado bom, você pode estar pisando em um baú enterrado com milhões de reais. Não que o dinheiro vá pagar a sua felicidade ou saúde, mas é relativo.

Voltando ao foco. Lembra-se do dia em que sua namorada terminou com você? Ou que a sua mãe disse algo que chateasse muito?
Qual foi sua reação?
Claro que se você desse importância há 5 anos de namoro ou o mínimo de consideração para sua mãe, você no mínimo ficaria TRISTE.

Aí que tá! A tristeza de fato existe, mas não há uma solução de combate-la, amarrando ela na sacolinha do mercado e jogando no lixo, ou jogando veneno como se estivesse matando uma barata.

Como a vida engana! Ou é certa! Ou meio confusa!! Peraí!.
Como não conseguimos enxergar o lado bom das coisas.
Pode ser que nesse exemplo acima não tenha um lado bom, ou tenha sim.. ( quer ver)
Pô 5 anos amarrado em uma pessoa, que morria de cíumes de você, e não te deixava jogar futebol com os amigos.
Ainda bem que minha mãe me mandou embora de casa, agora eu posso morar naquela república, em frente ao MAR.

Não estamos livre de nada, somos vulneráveis a qualquer ataque terrorista, ou um atropelamento
de um motociclista.
Como criar expectativas? Como esperar por um amanhã incerto?
Muitas pessoas dizem, viva o hoje, que amanhã pode ser tarde. Eu honestamente acho meio clichê essa frase,
mas particulamente guardo ela comigo, e tento praticá-la.

O que você vai ser daqui 5 anos? Uma pessoa armada dos pés a cabeça, estilo Robo Cop?
Ou um mortal, com sentimentos, limitado de pode se esconder ou se proteger daquilo que te faz mal?

Se bem que podemos ter uma armadura, mas isso demora.
Demora, e derrepente, quando a armadura estiver pronta, pode ser tarde demais.

Eu sei que pareceu meio confuso esse texto, com muitos exemplos e rodeios.
O foco dele era dizer que: Não podemos criar anticorpos contra a VIDA.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Aprendendo a Andar de Bicicleta.


Hoje numa conversa no café da manhã, veio o assunto de andar de patins, logo em seguida da bicicleta.
Que invenção magnífica! Eu não sei quem a inventou, só sei que deve ter sido a melhor coisa que tenha feito.

Então veio na memória de quando eu aprendi a andar de Bicicleta. Queria me sentir livre, queria pedalar, e andar sem ter que colocar os pés no chão.

O primeiro passo, tirar aquelas rodinhas atráz da bicicleta que serve de apoio. Foi uma fase bem complicada, pois foram vários tombos, e alguns arranhões. Nada muito grave.

Em um certo momento, veio o pensamento de desistência. Confeso ter desistido por algumas horas ou dias, pois todas aquelas tentativas estavam me frustrando.

Mas com algum esforço, resolvi tentar e tentar mais! Afinal de contas, aquele era meu objetivo. Andar de bicicleta com meus amigos na rua.

A primeira bicicleta era pequena, mas foi onde foi dado o primeiro passo.

Ahh, aquela bicicleta azul, que eu tanto desejava, que passava na frente da loja, e sonhava, e imaginava eu em cima dela, andando por todos os quarteirões do bairro.

Fui presenteado com Cross azul! Que alegria, o presente que eu tanto queria, estava alí, só pra mim! Mas ainda não sabia andar de bicicleta, ainda tinha receio de subir,e podendo dar com a cara no chão!

Por alguns dias ela ficou alí parada, esperando que eu tomasse coragem pra poder guiá-la, e sentir o vento no rosto.

Os pneus novinhos, a tinta brilhava no sol, as correntes bem apertadas... mas a insegurança que me envolvia era maior.

Eu tinha como objetivo, eu queria, era meu sonho, eu precisava!

Minha irmã, mais velha que eu, me motivava a andar de bicicleta. Me sentia seguro com ela, afinal de contas, ela andava até sem as mãos.

Numa manhã, com um sol escaldante, na rua da minha casa, chegou o momento de aprender a andar de bicicleta.

Sentei, e ouvi com clareza o que minha irmã dizia: Pedala, pedala, pedala, não para de pedalar, e olha sempre pra frente! Se alguém te chamar ou te distrair não olhe para os lados.

Segurando com uma mão no banco, ela começou a me empurrar. Aquelas palavras que havia me dito segundos atráz, começava a por em prática.

Aquela sensação que eu tanto esperava havia chegado. Os primeiros passos foram dados.

Eu aprendi a andar de bicicleta!! Eu podia andar pelas ruas livremente! Sempre lembrando das palavras da minha irmã.

* Na vida temos que pedalar, pedalar, pedalar muito, para que possamos chegar ao nosso objetivo, parece que foi ontem que eu aprendi a andar de bicicleta. Sinto que temos que aprender a andar de bicicleta todas as manhãs, quando levantamos de nossa cama.
Desafios, vontade, perseverança! O pensamento de disistir e as frustrações podem até vir, mas precisamos ser maiores que eles.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Vai ser sempre assim?

Que sai pensando em como foi a noite anterior,
Ou se fez algo de errado, que não vá sentir a dor depois!

É sempre após algumas horas, o celular aparece.
Dedos se desgastando, questionando, ansioso para que aquela hora volte.

O teclado do computador não te aguenta mais.
Discussão, egoísmo, preocupação, alegrias que não te satisfaz.

O Olho cansado de longas noites, olhando fotos, e lembrando de fatos.
A madrugada que chega do nada, logo se ausenta para começar e tentar novos resultados.

Os pensamentos mais estranhos, tentando fazer algo diferente;
O coração ofegante, nunca acompanha a razão , muito menos a mente.

Mesmo que faça esforço pra mudar, tem algo maior em tudo isso.
É a emoção, a comoção , que ultrapassa toda a razão, e acaba em tudo em contrito.

Mas será o Benedito? Esse coração está afoito ou aflito?
No mínimo deve ser um coração bandido! Que rouba a cena, ocupa sua consiência e não recupera as perdas de uma situação em delito.

Ou um coração policial, que te protege das piores ações, e daqueles que te querem fazer o mal.
E no fim acaba pensando que tudo isso foi banal.

Nada como o amanhã pra refletir sobre o dia de hoje. Ver os erros e acertos, e na mudança diária que não passa de experiências, e tomara que tudo isso não seja uma decadência.

Mesmo que nas situações pareça ser frágil, mas seja ágil.
Pense em algo prático, seja objetivo e atue com um gesto apático.

Não deixe que tudo seja assim. Faça diferente, pra que quando houver uma indireta ou uma atitude não desejada, você possa considerar como um FiM.







quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Ainda bem que podemos escolher!

“Deus nos dá familiares. Ainda bem que podemos escolher nossos amigos”

Imagine se quando a gente nascesse, viria conosco um pacote com algumas pessoas, e teríamos que compartilhar com essas pessoas tudo da nossa vida, e pelo resto dela.

Não seria muito fácil, afinal de contas, não seria uma escolha nossa.
Nesse " Pacote de Pessoas" seria basicamente nossos amigos.. Não seria muito interessante compartilhar a sua intimidade, as suas fraquezas ou seus melhores momentos, com pessoas desconhecidas, ou predestinadas.

Que bom, que podemos conhecer e acreditar em alguém
que podemos compartilhar tudo o que temos, tudo o que passamos, e tudo o que sentimos principalmente.

Amizade é mais que isso, é a escolha da nossa própria alma.
É como aceitar alguém pra fazer parte da sua história, do histórico de acontecimentos de sua vida.

Poder fazer a escolha de ter alguém do seu lado, é uma sensação de liberdade, feita com prazer, e podendo seguir os seus critérios.

Ninguém pode entrar na sua vida, sem ser convidado. Ninguém pode ser lembrado como uma pessoa especial, forçado.

Amizade não se escolhe brincando de roleta russa. Amizade se conquista com empatia, com dedicação e na mais transparência possível.

Ser amigo, não é estar em todos os lugares e em todos os momentos juntos, é algo mais profundo.. é como uma troca de energias muito grande, onde a sua alta estima eleva-se ao lembrar que é querido por alguém.

É como se existisse um buraco dentro de vc.. e fosse tapado com um concreto de coisas boas.

É como se o preto e branco da sua alma, fosse substituído por um arco-íris.
Como se num dia de inverno chuvoso, viesse uma fresta de luz, que iluminasse o seu interior.

É alguém que podemos confiar em contar aquele segredo mais íntimo, sem se preocupar..
Ou se explicar e aconselhar só em um olhar!

Amizade é algo interno, é como se duas ou mais pessoas vivessem em constante harmonia.

“a vida de todo mundo é como uma longa calçada. Algumas são bem pavimentadas, outras (…) têm fendas, cascas de banana e bitucas de cigarro”.

* Ainda bem que podemos escolher nossos amigos, para que essa longa calçada, seja seguida acompanhada por pessoas que confiamos!

quinta-feira, 7 de outubro de 2010



Um caráter invejável, beijo doce, delicado
Um abraço apertado, e uma personalidade inegável.

Poucos minutos de silêncio, em momentos inusitado.
Algumas horas de curiosidades, ansiedades, misturadas com prazer.

Teorias das mais complexas, se envolviam em práticas desconhecidas.
Sentimentos dos mais ousados, aflorando os poucos explorados.

Movimentos suaves, expressando afeto, carinho.
Um pouco selvático, quebrando o gelo, e estimulando a adrenalina.

Uma pitada de preocupação, que se desmanchava numa porção de descontração.
Um ponto de interrogação, que desaparecia em um olhar, ou numa pequena afirmação.

A chuva e o frio não importava mais, a música que seria o entretenimento, em instantes ficou entediante.

Braços e pés enrolavam com frequência, calafrios e suor, sentia em sequência.
O que parecia ter acontecido em minutos, horas haviam corrido no relógio.

Com o barulho do chuveiro, imaginações borbulhavam como uma erupção.
O som do mar, acalmava a ansiedade, e pensamentos de um futuro imprevisto.


... minha cama fria, vazia, sem a sua presença!
Um futuro incerto, com assuntos diretos que irá levar a algum resultado!

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

a morte, por si só, é uma piada pronta.


Morrer é ridículo.Você combinou de jantar com a namorada,está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório,colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre. Como assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente?Não sei de onde tiraram esta idéia: morrer.

A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente… De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway,numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis. Qual é? Morrer é um chiste.Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira.

Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu.Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos,fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã. Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre do mesmojeito. Isso é para ser levado a sério?Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o sono eterno pode ser bem-vindo.Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase nada guardado nas gavetas. Ok, hora de descansar em paz. Mas antes de viver tudo ? Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero.E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça.


Por isso viva tudo que há para viver.
Não se apegue as coisas pequenas e inúteis da Vida…
Perdoe….sempre!!!”

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Em Busca da Felicidade?


Ainda se fosse palpável, ainda se pudéssemos vê-la! Mas ainda que possamos sentí-la, queremos ouví-la. Queremos tão perto, em momentos incertos que só nós podemos buscar no lugar certo. O momento certo, em pensamentos corretos em sentimentos de amor e afeto.

Agradável, saudável... que sem ela, seríamos nada mais que um objeto. Aonde buscar? Aonde encontrar? ... onde está nos momentos que mais precisamos? Na coisa mais valiosa e preciosa que temos, nós seres humanos. Ela está aí com você, ou melhor dizendo aí dentro. Dentro daquilo que gera todos os seus sentimentos, que faz tudo correto.

Ela está cheia de vida, ansiosa, na expectativa, que só vem quando está com o coração aberto.
Misteriosa, e complexa .. sempre aparece naqueles dias em que nada parece dar certo. Vai encontrar em um coração humilde, flexível, que ama a sí próprio. Em um sonho que se torna real, ou com aquela melhor pessoa, ou olhando o mar em pensamentos atoa.

Em uma mente contente, com autoestima, ou ajudando aquela senhora atravessar a esquina. No sorriso escaldante, naquela fórmula mais importante, ou em pés cansados de vários dias de uma vida interessante. ... está aí com vc!!! :D

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

.. não se apegue!


... Não se apegue no seu dinheiro que um dia vai acabar...
Não se apegue nas pessoas falsas, que um dia vão te decepcionar...

Se apegue no amor, se apegue na vida, que boas experiências trará.

... Não se apegue no ódio, que pode se revoltar...
Não se apegue na solidão, que sempre pode te atrapalhar...

Se apegue no sol que está a iluminar, se apegue na lua, romântica como o mar.

... Não se apegue na tristeza, que só faz você chorar...
Não se apegue naquilo que nunca vai te agradar...

...Não se apegue aos seus problemas, pois são eles quem se auto solucionará...
Não se apegue naquele beijo, que um dia você não mais terá...

Ande certo, pense alto, sonhe perto, se apegue em algo.

Não se apegue! Seja diferente!!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Mudança!


Exitem vários tipos de mudanças, as grandes e as pequenas que não damos muito importância. As mudanças de hábitos, ou mudanças de sons. Mundança de cidade, ou depois de uma tempestade. Tem também aquelas mudanças que não nos damos conta que foram mudadas, tão pequenas tão insignificantes, mas que lá na frente vemos a importância e o poder que fez em nossas mentes. As mudanças podems ser diárias, ou temporárias. Podem também ser para melhora ou piora. Muitas pessoas não se adaptam as mudanças, mas tem as que mudam toda hora. Seja ela a mudança radical ou fundamental. Caminhos diferentes a vida nos oferece a todo instante.. Caminhos em que geram mudança na vida profissional, pessoal, mental, espiritual. Vários caminhos a seguir, várias mudanças a surgir. Nada muda enquanto eu não mudar.. tudo o que eu faço me conduz algum lugar. Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças!!!

terça-feira, 31 de agosto de 2010

O poder do Beijo!


O beijo tem o poder de seduzir, amolecer as pernas, causando desde arrepios a devaneios psíquicos. Ao beijar, perde-se a noção de tempo, espaço e lugar. O ato de beijar é o causador de distúrbios e alterações comportamentais. Não há nada mais lindo que a união de dois lábios, transportando física e mentalmente duas pessoas em uma só. Beijar é apenas o começo. E também, a despedida. É a cumplicidade de todos os momentos. É a entrega. Entrega plena e mágica, com o poder de acordar a bela adormecida. Com o poder de acalmar os ânimos em uma briga. Sente-se, no ato de beijar, o calor dos lábios, o sabor do outro, o desejo pelo outro.
Levanta o astral. Rejuvenesce. Embriaga. Faz sonhar, faz suar, levando-nos ao delírio. Dá taquicardia. A boca sente os desejos da alma, os mais secretos. Quando dois lábios se unem, a intimidade é revelada. Segredos são compartilhados. É o início de um incêndio que, posteriormente, percorre o corpo todo. Não há nada mais sublime que o beijo. (Portanto, Beijee :* )

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

e lá vem outra vez ...!


... Passa a dor do amor vem a trégua, o coração limpo de novo, os olhos novamente secos, a boca vazia. Nada de bom está acontecendo, mas também nada de ruim. Um novo amor? Nem pensar. Medo, respondemos. Que corajosos somos nós, que apesar de um medo tão justificado, amamos outra vez e todas as vezes que o amor nos chama, fingindo um pouco de resistência mas sabendo que para sempre é impossível recusá-lo.

Não passou de uma experiência!

O meu maior desafio foi acreditar que em uma única noite eu poderia ter conhecido o amor da minha vida.
Foi assim, intenso. Entreguei-me nos seus braços e seu sorriso ingênuo desarmou todos os meus sentidos de defesa.
Sua boca tirou o meu fôlego, sua respiração, seu toque me fez flutuar no céu do prazer.
Seu beijo doce e sem língua, do jeito que eu adoro, envenenou minha alma e quando percebi já estava completamente envolvido.
Em alguns minutos, e as horas que passamos juntos, fui do céu ao inferno no teu corpo quente e sedento do meu. Pelo menos era o que parecia.
Foi uma noite diferente, confesso.
Sua delicadeza e selvageria se misturavam numa dose perfeita de conforto e nos teu colo encontrei tudo o que eu precisava. Atenção, carinho, segurança.
Eu queria acordar sempre com o seu sorriso, dormir envolvido nos teus braços, sentir a alegria que só você soube me dar.
Aceite a minha proposta, apague a luz, me dê a mão e vem comigo, correr para o céu nas estrelas tocar..!

*foi apenas mais uma das grandes experiências que terei que passar. O resultado não foi dos melhores, a recuperação
foi rápida, porém dolorida! :/

quinta-feira, 6 de maio de 2010

.. ah se ele falassee!!

... em madrugadas frias, ou tardes ensolaradas, lá está ele...
no mesmo lugar.. sem pode falar, ou se expressar.


... visto por muitas pessoas, mas ignorado pela sua forma
serve de apoio, encontros, escora, e até banheiro
em um local centrado e de movimento

... leal e diferente dos outros, ouve, guarda e não questiona
não pode consolar, mas aguarda ancioso a chegada da próxima melúria


... alí parado, sem poder se movimentar
ouve conselhos, fofocas, e desabafos
ahh, se ele falasse, teria assunto para vários dias
para pessoas desprotegidas, desanimadas, e sem alta estima


... feito de tijolos, massa e concreto... sempre ouve assuntos não tão diretos
mas cheios sentimentos honestos, que sai de um coração carente
carente que sente, e confunde a mente...

Foi um lugar de encontro.
Mãos frias, coração embaraçado, voz trêmula..
Com apenas uma idéia que deu certo, então foi dada a partida.
Olhares cruzados e curiosos, calado pode testemuhar aquela situação.
Dedos que já haviam se desgastados com vários assuntos, alí agradeciam aquele momento.

Mais de 1 ano, tornou- se o local preferido.
Lembranças a mente, sentimentos descobertos, e planos para um final de semana incerto.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

... o começo do fim!!


Ela me olhou nos olhos
Disse Que não há mais
Uma saída que nos leve ao começo
Faz muito tempo
Não me lembro mais o que aconteceu entre nós
Queria saber como chegamos ao começo do fim
Não é o que eu quero pra mim

Seu olhar dizendo que acabou
Vivo intenso pra esquecer
O que não consigo entender

Ela me vê sorrindo
Quer saber o que me faz feliz
Já que a sua vida está parada no tempo algum tempo
Aquele tempo que não vai voltar
Toda uma vida a se perguntar
Se o melhor agora é viver sozinho com você

Seu olhar dizendo: "meu amor"
Vivo intenso pra esquecer
O que não consigo entender

Cai, cai, cai
Chuva sem parar
O mundo gira lá fora e eu não vejo

Tudo que eu queria era só
Mais uma vez te ter aqui
Pra lhe dizer que com você
Eu sou alguém mais feliz

Bem Vindos!

Olá pessoal!

Aqui nesse "blog " vou escrever alguns pensamentos, idéias, e alguns fatos ocorridos em minha vida.
Espero que gostem..!