terça-feira, 31 de agosto de 2010

O poder do Beijo!


O beijo tem o poder de seduzir, amolecer as pernas, causando desde arrepios a devaneios psíquicos. Ao beijar, perde-se a noção de tempo, espaço e lugar. O ato de beijar é o causador de distúrbios e alterações comportamentais. Não há nada mais lindo que a união de dois lábios, transportando física e mentalmente duas pessoas em uma só. Beijar é apenas o começo. E também, a despedida. É a cumplicidade de todos os momentos. É a entrega. Entrega plena e mágica, com o poder de acordar a bela adormecida. Com o poder de acalmar os ânimos em uma briga. Sente-se, no ato de beijar, o calor dos lábios, o sabor do outro, o desejo pelo outro.
Levanta o astral. Rejuvenesce. Embriaga. Faz sonhar, faz suar, levando-nos ao delírio. Dá taquicardia. A boca sente os desejos da alma, os mais secretos. Quando dois lábios se unem, a intimidade é revelada. Segredos são compartilhados. É o início de um incêndio que, posteriormente, percorre o corpo todo. Não há nada mais sublime que o beijo. (Portanto, Beijee :* )

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

e lá vem outra vez ...!


... Passa a dor do amor vem a trégua, o coração limpo de novo, os olhos novamente secos, a boca vazia. Nada de bom está acontecendo, mas também nada de ruim. Um novo amor? Nem pensar. Medo, respondemos. Que corajosos somos nós, que apesar de um medo tão justificado, amamos outra vez e todas as vezes que o amor nos chama, fingindo um pouco de resistência mas sabendo que para sempre é impossível recusá-lo.

Não passou de uma experiência!

O meu maior desafio foi acreditar que em uma única noite eu poderia ter conhecido o amor da minha vida.
Foi assim, intenso. Entreguei-me nos seus braços e seu sorriso ingênuo desarmou todos os meus sentidos de defesa.
Sua boca tirou o meu fôlego, sua respiração, seu toque me fez flutuar no céu do prazer.
Seu beijo doce e sem língua, do jeito que eu adoro, envenenou minha alma e quando percebi já estava completamente envolvido.
Em alguns minutos, e as horas que passamos juntos, fui do céu ao inferno no teu corpo quente e sedento do meu. Pelo menos era o que parecia.
Foi uma noite diferente, confesso.
Sua delicadeza e selvageria se misturavam numa dose perfeita de conforto e nos teu colo encontrei tudo o que eu precisava. Atenção, carinho, segurança.
Eu queria acordar sempre com o seu sorriso, dormir envolvido nos teus braços, sentir a alegria que só você soube me dar.
Aceite a minha proposta, apague a luz, me dê a mão e vem comigo, correr para o céu nas estrelas tocar..!

*foi apenas mais uma das grandes experiências que terei que passar. O resultado não foi dos melhores, a recuperação
foi rápida, porém dolorida! :/