quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Anticorpos!

Quem sou eu pra criar atrito com a vida?
Quem sou eu pra querer mudar a cadeia alimentar, ou o ciclo da vida?
Nada como experiências para que o aprendizado amadureça.
Será que um dia, a defesa do ser humano será totalmente formalizada.

De fato que não exista um "homem" mortal que tenha anticorpos sobre todas
as coisas.
Desde um tropeção até uma depressão, teremos que nos defender, ou pelo menos
tentar evitar. Mas ninguém garante que não vamos ser assaltados ao sair do trabalho.

As coisa ruins estão por aí! Aí do seu lado, essa bactéria que você está respirando, pode virar uma pneumonia.
Mas pense pelo lado bom, você pode estar pisando em um baú enterrado com milhões de reais. Não que o dinheiro vá pagar a sua felicidade ou saúde, mas é relativo.

Voltando ao foco. Lembra-se do dia em que sua namorada terminou com você? Ou que a sua mãe disse algo que chateasse muito?
Qual foi sua reação?
Claro que se você desse importância há 5 anos de namoro ou o mínimo de consideração para sua mãe, você no mínimo ficaria TRISTE.

Aí que tá! A tristeza de fato existe, mas não há uma solução de combate-la, amarrando ela na sacolinha do mercado e jogando no lixo, ou jogando veneno como se estivesse matando uma barata.

Como a vida engana! Ou é certa! Ou meio confusa!! Peraí!.
Como não conseguimos enxergar o lado bom das coisas.
Pode ser que nesse exemplo acima não tenha um lado bom, ou tenha sim.. ( quer ver)
Pô 5 anos amarrado em uma pessoa, que morria de cíumes de você, e não te deixava jogar futebol com os amigos.
Ainda bem que minha mãe me mandou embora de casa, agora eu posso morar naquela república, em frente ao MAR.

Não estamos livre de nada, somos vulneráveis a qualquer ataque terrorista, ou um atropelamento
de um motociclista.
Como criar expectativas? Como esperar por um amanhã incerto?
Muitas pessoas dizem, viva o hoje, que amanhã pode ser tarde. Eu honestamente acho meio clichê essa frase,
mas particulamente guardo ela comigo, e tento praticá-la.

O que você vai ser daqui 5 anos? Uma pessoa armada dos pés a cabeça, estilo Robo Cop?
Ou um mortal, com sentimentos, limitado de pode se esconder ou se proteger daquilo que te faz mal?

Se bem que podemos ter uma armadura, mas isso demora.
Demora, e derrepente, quando a armadura estiver pronta, pode ser tarde demais.

Eu sei que pareceu meio confuso esse texto, com muitos exemplos e rodeios.
O foco dele era dizer que: Não podemos criar anticorpos contra a VIDA.